Câncer de mama, quanto antes o diagnóstico melhor

 

   Campanha Outubro Rosa alerta para a importância de diagnóstico precoce do câncer de mama

 

            O mês de outubro é mundialmente voltado para a campanha de conscientização sobre o câncer de mama, doença que mais acomete mulheres no Brasil todos os anos. Durante esse mês, países do mundo todo se dedicam a espalhar informação para conscientizar não somente as mulheres, mas todas as pessoas, sobre a importância de manter os cuidados com a saúde em dia.

            Segundo a Organização Mundial da Saúde, são registrados 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença todos os anos no mundo. É um dos três tipos de câncer com maior incidência em escala mundial e o quinto em questão de mortalidade, segundo pesquisa da IARC, Agência Nacional de Pesquisa em câncer. No Brasil, cerca de uma a cada doze mulheres terão tumor nas mamas até os 90 anos de idade, de acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia.

            É sempre importante atentar-se para o surgimento de possíveis sintomas. Entre eles estão: mudança no formato da mama, saída de líquido de origem desconhecida, vermelhidão, ardor ou coceira, ferida na pele, afundamento ou retração, nódulo na mama ou axila, veia facilmente observada e crescente, mudança de textura na pele, inversão ou mudança no formato do mamilo e dor constante na região da mama ou axilas.

A redução de riscos e o diagnóstico precoce da doença são os principais fatores para reduzir a mortalidade, por isso, é recomendável adotar hábitos saudáveis como: praticar atividade física regularmente, alimentar-se de forma saudável, não fumar, evitar uso de hormônios sintéticos em altas doses, entre outros que preservem a saúde.

É essencial que as mulheres conheçam seus corpos e mamas e estejam atentas a qualquer sinal diferente, realizando o autoexame com frequência. Porém é imprescindível que a mamografia seja feita periodicamente, de preferência a cada dois anos. O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura para 95%.

A data

O Outubro Rosa teve início no ano de 1990 em Nova York, quando o laço rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, que estava sendo realizada na cidade, e desde então, acontece anualmente. Em 1997, as cidades estadunidenses Yuba e Lodi, começaram efetivamente a promover campanhas e eventos voltados para a prevenção do câncer de mama. Inicialmente, as cidades se enfeitavam com laços rosas, e posteriormente, surgiram outros tipos de ações, como corridas, desfiles com sobreviventes da doença, jogos e outras formas de conscientização.

            O laço tornou-se símbolo da causa e a cor rosa se faz muito presente durante o mês de outubro. A ação de iluminar com luz rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros, surgiu posteriormente e é de grande importância para que a campanha seja cada vez mais abrangente para a população e ganhe maior visibilidade de forma prática, apenas adequando a iluminação já existente nos lugares. Essa se tornou uma forma de leitura visual, capaz de ser compreendida em qualquer lugar do mundo. O mês de outubro é inteiramente dedicado a prevenção, mas ela deve acontecer o ano inteiro!

 

Texto: Mariana Alves

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câncer de mama, quanto antes o diagnóstico melhor

     Campanha Outubro Rosa alerta para a importância de diagnóstico precoce do câncer de mama               O mês de outubro é mundialme...