Vera, a voluntária de todas as horas

 


Após 30 anos cortando madeixas, a cabeleireira aposentada Vera Lúcia Zampieri, 69 anos, estava se sentindo reclusa demais em casa. Começou a fazer cursos: primeiro no Parque da Água Branca e, depois, na APAM. Três anos depois, foi, como ela mesma diz, laçada para ser voluntária. Foi devolvendo o que ia aprendendo. No começo, deu aulas de pedraria. Hoje, é a professora da turma de amigurumi. “Eu nem sabia que sabia ensinar”, conta Vera, com seu charme inconfundível e o sorriso que lhe é característico.  “Gosto muito de vir para a APAM. Me sinto familiarizada, gosto de todo mundo, das colegas, das irmãs e do trabalho que desenvolvo aqui”, diz. Ah, hoje ela não para mais em casa!


Entrevista feita pela Débora Rubim 

Jornalista e Voluntária da APAM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Trabalhar como voluntária da Apam é: “Enriquecedor. O voluntariado é uma troca de conhecimento”

  Voluntária desde 2014, Raquel Cantante acredita que doar parte do seu tempo e conhecimento para a APAM é enriquecedor. Ela começou como ...